quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Estremeceu mais uma vez, como se espiasse por baixo de um curativo, e fechou o caderno com força. Meu Deus, "a coisa ilusória".

[Um Dia - pág. 65]

Um comentário:

Fernando Gonçalves disse...

Olá, parabéns pelo seu blog.
Te convido a conhecer o meu,
http://carmasepalavras.blogspot.com/

;)